Entre Elas

Um diagnóstico chamado ansiedade (Parte 1)

(Relatos de uma mulher cristã que sofre de transtorno de ansiedade e pré-depressão. Nesta publicação, ela conta como está vencendo esta luta. Laura (nome fictício) quer mostrar que transtorno de ansiedade e depressão são patologias que devem ser tratadas e nem sempre significam ausência de Deus e fraqueza espiritual).

Criada nos caminhos do Senhor, Laura desde muito nova aprendeu a pôr em prática sua fé. Porém viu seus dias de sol se tornarem nublados e aos poucos a mulher forte e cheia de fé, foi atingida por problemas que aos seus olhos eram impossíveis um cristão passar.

A data é 26 de janeiro de 2018, o dia que Laura recebeu seu diagnóstico de uma psiquiatra, mas os efeitos eram notórios em sua saúde física e mental há pelo menos dois anos. Pouco a pouco os sintomas foram chegando, acomodando e tirando o que ela tinha de mais precioso, a vontade de viver e a fé.

Em seu corpo sentia dores contínuas, falta de ar, sonolência, cansaço excessivo, tonturas, batimentos acelerados, transpiração excessiva, calafrios. Em seu psicológico, uma simultaneidade de sentimentos como medo, agonia, tristeza, crises de choro, desânimo, indisposição, problemas de concentração, esquecimentos, preocupação constante, procrastinação, necessidade de reafirmação, impaciência e ataques de pânico. Quando o corpo não reagia, as cobertas eram sua solução imediata.

E indagava: Como posso estar assim? O que está acontecendo? Como cheguei a esse ponto e não percebi? Deus ainda me ama? Talvez seria melhor eu me afastar de tudo e todos? Sentia-se culpada e ingrata com Deus. Os fantasmas da incapacidade, pânico, vitimização e inferioridade se tornavam frequentes.

Como minha alma irá clamar por socorro? Pensava Laura.

Não conseguia dizer nada em suas orações, não sabia o que dizer para Deus, sua alma gritava por socorro, implorava por reposta e não queria acreditar que havia algo errado. Talvez fosse uma fase ruim ou cansaço crônico, mas não um problema psicológico que só poderia ser tratado com a ajuda de Deus, si mesma e um profissional habilitado em saúde mental.

Segue Laura em busca da autocompreensão e cura …

Continua…

2 thoughts on “Um diagnóstico chamado ansiedade (Parte 1)

  1. Sofro com a depressão desde Agosto do ano passado,tentei por5 vezes tirar a minha vida,ingerindo medicações e cheguei a ser internada em uma ala psiquiátrica.
    Minha vida virou de ponta cabeça,meu ministério que estava indo muito bem foi a ruína.
    Não sou mais bem vista na igreja depois disso,me afastei de lá…afirmo em dizer que a igreja não está pronta para cuidar desse tipo de problema.
    Não encontrei ajuda nas pessoas que também considerava família.
    Estou lutando,tenho altos e baixos e ainda não consegui retornar ao trabalho.
    Não consigo me relacionar emocionalmente e a vida devocional se transformou em uma batalha que tenho perdido.
    Não desejo isso pra ninguém,é como se sua alma tivesse sido arrancada e ñ há mais vida,cor ou sabor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *