Entre Elas

E criou Deus a mulher…

No dia 8 de março de 1910, em uma conferência realizada na Dinamarca foi instituído o Dia Internacional da Mulher, porém somente em 1975 a data foi reconhecida pela ONU (Organização das Nações Unidas). O objetivo é lembrar dos marcos históricos conquistados pelas mulheres ao longo dos séculos e homenageá-las por seu esforço contínuo e deliberado que se estende até os dias de hoje.

É importante frisar que o Dia Nacional da Mulher no Brasil, é comemorado no dia 30 de abril e foi instituído em 1980 em homenagem a Jerônima Mesquita, uma enfermeira brasileira que tinha como objetivo promover a inserção da mulher em todas as áreas da sociedade.

Embora muito se discuta a importância desta data, a relevância da mulher em todas as esferas é indiscutível, pois vai além das conquistas e seus marcos históricos, vem da bíblia sagrada no momento em que a mulher foi pensada, arquitetada e moldada por Deus.

Como descrito em Gênesis 2:18 “E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele. ” Este ser magnífico e complexo teve a mais bela homenagem no dia em que foi criada de uma forma tão bela e especial; naquele dia o objetivo da nossa criação foi especificado por nosso criador, “ajudadora idônea”.

Se formos conceituar de acordo com o dicionário de língua portuguesa a palavra idônea teremos aquela que – é apropriada para alguma coisa, que tem condições, competências, habilitações ou conhecimentos necessários para desempenhar determinado cargo ou determinada tarefa, apta, capaz, competente, que é moralmente correta, honesta e íntegra – o próprio conceito define o que Deus pensou para nós.

Deus estabeleceu em nós competências e habilidades que só as mulheres, conseguem desempenhar devido à nossa sensibilidade e essência feminina. O discurso feminista pode até querer nos dizer que devemos fazer e ser “iguais” aos homens, porém isso nunca será possível, pois nossa estrutura emocional e genética nos torna diferentes. É justamente isso que nos torna especiais e adjutoras extremamente fundamentais em todas as esferas da vida em nossos diversos papéis.

Fomos criadas e chamadas para INFLUENCIAR, sermos luz, sal e conquistar além de marcos históricos, mas vidas para o reino de Deus por meio do nosso comportamento e docilidade.

Que a cada dia e conquista, sejamos moldadas e gerenciadas pelo Espírito Santo de Deus, prontas a ouvir e tardias para falar (Tiago 1:19), sábias em toda nossa maneira de viver (I Pedro 1:15) e separadas a cada dia pelo Pai para exercermos a elegância em nosso corpo, alma e espírito (1 Tessalonicenses 5:23).

Meu desejo é que sejamos reconhecidas por onde andarmos como descrito em Rute 3:11, “Agora, pois, minha filha, não temas; tudo quanto disseste te farei, pois, toda a cidade do meu povo sabe que és mulher virtuosa. ”

Você merece ser reconhecida por quem és e pelo que fazes, todos os dias.

Somos amadas e valorizadas pelo nosso Pai e Criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *